Hospital INC - Instituto de Neurologia de Curitiba

Dia Mundial do Câncer

Dia Mundial do Câncer 
Novidades da medicina no tratamento do câncer, que garantem maior qualidade de vida e maior chance de cura para os paciente.

O serviço de neurocirurgia do Instituto de Neurologia de Curitiba – Hospital INC é primeiro e único na América Latina a utilizar um corante durante a cirurgia dos tumores cerebrais. Tal substância faz com que as células tumorais mudem de cor em relação ao tecido cerebral normal, tornando a remoção cirúrgica mais ampla, segura e precisa. O corante chamado 5-ALA que faz com que o tumor adquira uma coloração avermelhada após incidir um feixe de luz através de um filtro especial acoplado a um microscópio cirúrgico de alta tecnologia. Isso permite que o neurocirurgião visualize os limites tumorais com clareza, o que, sem o 5-ALA, torna-se extremamente difícil. Os tumores cerebrais malignos primários, conhecidos como Gliomas de alto grau, são agressivos e incuráveis. Entretanto, a cirurgia é a etapa mais decisiva do tratamento, que é seguido de irradiação e quimioterapia. Quando possível, uma remoção completa do tumor traz maior benefício para a sobrevida do paciente.

O Hospital INC tem como parte rotineira das cirurgias neurológicas o uso da técnica da neuronavegação, um dispositivo que funciona de maneira similar a um GPS, mostrando por meio de imagens de ressonância e tomografias, o caminho mais seguro para o especialista chegar aos tumores cerebrais. "O benefício do neuronavegador começa mesmo antes da cirurgia, pois permite marcações extremamente precisas das lesões profundas e realização de acessos minimamente invasivos sem comprometer a efetividade cirúrgica. Além disso, maximizamos as chances de remover a lesão completa com manipulação mínima do tecido sadio", detalha o neurocirurgião e chefe do serviço de neurocirugia do INC, Ricardo Ramina.

De acordo com Ramina, a medicina de hoje caminha para procedimentos minimamente invasivos possibilitados pela tecnologia e empenho científico direcionados a essa questão. "Dentro desse cenário, o grande desafio para os neurocirurgiões é garantir que somente a lesão seja alcançada durante a cirurgia, preservando os tecidos cerebral e medular durante a ressecção de tumores ou outros fatores que acometem o sistema nervoso", explica o especialista.

Além disso, o Hospital INC acaba de adquirir o Limax 120, fabricado na Alemanha, equipamento de alta precisão para realização de cirurgia torácica em tratamento de câncer metastático. O INC é pioneiro no investimento desta tecnologia na América Latina. Com ele, é possível uma maior preservação do tecido saudável, melhora da qualidade de vida pós-operatória do paciente e máxima precisão, mesmo em áreas de difícil localização. A máquina a laser também permite o tratamento dos pacientes que anteriormente tinham que ser classificados como inoperáveis. Além disso, o laser elimina altos custos em centro cirúrgico, por se tratar de um procedimento mais simples e não invasivo, explica Dr. Ruy Fernando, cirurgião torácico do INC. O novo equipamento já está disponível para os pacientes do INC com indicação clínica.